Falha no Internet Explorer permite que hackers roubem arquivos de um PC

Cotações e Índices

Moedas - 23/04/2019 15:58:25
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,929
  • 3,931
  • Paralelo
  • 3,920
  • 4,120
  • Turismo
  • 3,760
  • 4,080
  • Euro
  • 4,405
  • 4,408
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,851
  • 3,852
  • Libra
  • 5,070
  • 5,071
  • Ouro
  • 161,600
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 24/Abril/2019
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

A Microsoft lançou recentemente a primeira versão de testes da nova versão do Edge, desta vez baseado no Chromium. Apesar disso, o antigo e detestável navegador da empresa, o Internet Explorer, continua aprontando das suas e a mais recente delas é uma brecha de segurança que permite acesso de hackers a arquivos locais de um PC.

Segundo o ZDNet, a falha foi descoberta pelo pesquisador de segurança John Page, que publicou os detalhes de sua investigação nesta segunda-feira (15). Segundo ele, o problema está na forma como o IE processa os arquivos WHT, o formato padrão de arquivos de web do navegador.

O problema é que o Windows continua usando o IE por padrão para executar arquivos MHT, portanto, qualquer arquivo recebido pela internet por email ou por um chat, mesmo que aberto em outro navegador, acaba deixando aberta a porteira do Internet Explorer. Resumindo: não é necessário abrir o navegador de fato para ser vítima de sua vulnerabilidade.

Microsoft demora
O pesquisador de segurança que descobriu o problema alerta que avisou a Microsoft do problema, mas que a empresa fez pouco caso. Ela teria dito que “considerava” uma correção no futuro, sem dar a devida atenção para a falha que deixa milhões de pessoas potencialmente expostas — a brecha atinge usuários do Windows 7, Windows 10 e Windows Server 2012 R2.

Por enquanto, para se ver livre desta ameaça, os usuários devem desabilitar o Internet Explorer em seus computadores ou então encontrar outro leitor de MHT para usar enquanto isso.

Fonte: Tecmundo | 15/04/2019

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Cunha Assessoria Contábil  |  Rua da Graça, nº 61 - salas 31 e 32, São Paulo/SP  |  Tel/Fax.: (11) 3222-7881, 3337-8615, 3331-4553